Total de visualizações de página

quinta-feira, 26 de março de 2015

Família planta uma árvore por dia

Família do interior de SP planta uma Ãrvore por dia. Até o momento, a família já plantou 185 mudas. Até o momento, a família já plantou 185 mudas. “Acreditamos que para mudar o mundo, precisamos mudar o quintal da nossa casa primeiro.” Foi com essa premissa que a família Prado deu início a um projeto que tem transformado o bairro onde vivem, na cidade de Socorro, interior de São Paulo. Juntos, pai, mãe e dois filhos, de seis e três anos, plantam uma árvore por dia. A ideia surgiu em setembro de 2014. Poucos dias após o tema aparecer em uma conversa de família, eles já estavam partindo para a ação e dando início oficial ao “Plantar uma árvore por dia”. Em entrevista ao CicloVivo, o gestor público Franks Prado explicou de onde veio a inspiração: “Acompanhando as lamentações sobre crises, meio ambiente e política por meio das redes sociais, resolvemos ir na contramão disso tudo e fazer algo em que poderíamos contribuir individualmente e consequentemente com o coletivo.” O projeto deu mais do que certo. Até o momento, a família já plantou 185 mudas. Mesmo sem ter apoio governamental ou privado, o plantio é sagrado e o pai garante que não existe dificuldade alguma na iniciativa, apenas alegrias. As mudas são adquiridas por eles na Associação Ambientalistas Copaíba, uma ONG que trabalha em defesa da Mata Atlântica. No local eles recebem as orientações para o plantio e informações sobre quais espécies são mais adequadas para a região em que moram. Depois disso, os quatro colocam a mão na massa. O objetivo do projeto é plantar 365 árvores, uma para cada dia do ano. Mesmo que demorem anos para as mudas crescerem, os frutos já são colhidos agora. “Acreditamos que através desta ação trabalhamos diariamente o planejamento, a disciplina, a determinação, a prática de hábitos sustentáveis, o convívio familiar, o fortalecendo dos nossos vínculos e acima de tudo as virtudes com nossos filhos, Cauã, de 06 anos, e Vinícius, de 03 anos”, comenta o paulista. A comunidade que está no entorno também se beneficia e participa desta mudança. Como o plantio é feito em um terreno cedido pela prefeitura, os vizinhos acompanham a movimentação e até se dispõem a participar. O interesse tem sido tão grande que alguns moradores já querem realizar um movimento para incentivar o plantio de árvores em frente às casas. “Desta forma percebemos um movimento natural dos moradores, por ser uma ação silenciosa, em família e que chama atenção de alguma maneira da vizinhança”, explicou o gestor público. A própria prefeitura do munício paulista se beneficia da atitude. Antes de receber as mudas, o terreno usado no plantio servia como pasto e descarte de resíduos. Com a mudança, a manutenção ficou muito mais fácil e a família Prado ainda se compromete com o monitoramento durante dois anos, até que as árvores estejam fortes para o desenvolvimento. A ação tem inspirado empresas locais e, através da página do projeto no Facebook, pessoas de diferentes cidades têm compartilhado experiências semelhantes e demonstrado o desejo de replicar a ideia em outras partes do país. “O objetivo é esse: despertar a iniciativa para que outras pessoas possam fazer o mesmo. Já imaginou se mais famílias fizessem o mesmo?”, indaga o pai. No que depender da família Prado o plantio não vai se limitar à cidade de Socorro. “Pretendemos ampliar essas ações realizando eventos pontuais em outras cidades para que famílias possam realizar essa intervenção verde em áreas urbanas de suas comunidades”, finaliza Franks. A família faz questão de registrar todos os detalhes desta empreitada através de fotos e vídeos. O plantio diário pode ser acompanhado através da página do projeto no Facebook. Clique aqui para acessar. Por Thaís Teisen – Redação CicloVivo - http://ciclovivo.com.br/noticia/familia-do-interior-de-sp-planta-uma-arvore-por-dia

sexta-feira, 20 de março de 2015

Àrvore no Parque Ramiro

Hj (20/03/2015) fizemos o "transplante" da árvore Ela está agora no parque Ramiro! Agradeço sua dedicação e zelo!Parabéns é podes contar sempre conosco! Agradeço tb a ajuda da diretoria de serviços urbanos pela remoção e replantio da árvore! Abraço! - Michael Maiochi, Valdeci Dutra, Luiz Fernando Supis Caro Alexandre Brollo.
Ficamos muito felizes ! Por favor transmita ao Engenheiros Dutra e Maiochi do DSU da Prefeitura , nossos sinceros agradecimentos. Vocês foram muito atenciosos. Soubemos também que na próxima semana iniciarão os trabalhos de reparos na calçada da Beira Rio. Nosso abraço Fraternal ! ADILSON (Toni Coelho José Geraldo Reis Pfau Alfredo Lindner Jr. Iracy Pokrywiecki Daniel Schütz Machado Juliana Schütz Machado Amarildo Guimarães Cleusa Longo Boanerges M. Neto Ione Schutz Machado)

terça-feira, 17 de março de 2015

10 dicas para tornar o mundo um lugar melhor

16 de Março de 2015 • Comece a mudança pelo que está perto de você, exatamente ao seu alcance. Comece a mudança pelo que está perto de você, exatamente ao seu alcance. Tornar um mundo um lugar é uma missão diária e que nunca acaba. Antes de cobrar ações do próximo, o melhor caminho é ser o próprio exemplo. Não é necessário pensar globalmente, comece a mudança pelo que está perto de você, exatamente ao seu alcance, e deixe que as suas próprias atitudes falem por si e influenciem todos ao seu redor. O CicloVivo preparou dez dicas que podem ajudar o início dessa empreitada. Ainda existe muito caminho a percorrer. Mas, o melhor é pensar um passo de cada vez. Veja abaixo como começar esta missão pessoal e inspire-se. 1. Plante, pelo menos, uma árvore Talvez você já tenha feito isso uma ou dezenas de vezes, mas nunca é demais. O plantio pode ser feito em uma área que precisa ser recuperada ou em seu próprio quintal. Uma ideia interessante é plantar uma árvore frutífera. Além de ter um alimento fresco ao seu alcance, você também atrairá muitos pássaros, e ouvir o canto das aves sempre faz bem. 2. Cuide do seu próprio lixo Dê a destinação adequada para os resíduos que você produzir. Mesmo que não exista um sistema público de coleta seletiva na sua região, separe seu lixo e leve os recicláveis a uma cooperativa ou centro de coleta. A parte orgânica pode ser transformada em adubo para ajudar a sua árvore ou horta a crescerem com mais saúde. Você pode fazer isso até mesmo dentro de sua própria casa com uma composteira simples, veja aqui o passo a passo. 3. Evite o desperdício Um dos grandes males do mundo é o desperdício. Em termos de alimento, aproximadamente 1/3 de tudo o que é produzido vai parar no lixo. Mas, para ter um mundo melhor, também é importante atentar ao desperdício de dinheiro, por exemplo. Planeje os seus gastos, isso evitará problemas nas finanças pessoais e, por mais incrível que pareça, também impactará a economia nacional. 4. Pense e repense antes de comprar O padrão de consumo imposto, principalmente pela mídia, diz que as pessoas são definidas por seus bens. No entanto, essa cultura de comprar desenfreadamente é o jeito mais fácil de destruir o meio ambiente. Para fabricar uma calça jeans são necessários até 15 mil litros de água, fora outras matérias-primas. Tudo o que compramos reflete em algum tipo de impacto ambiental, portanto, compre o necessário. 5. Cuide das pessoas e dos animais Faça o bem a quem está próximo de você, independente de quem seja. As boas ações são contagiosas. Imagine como o mundo seria melhor com todas as pessoas trocando gentilezas? Cuide também dos animais. Se está ao seu alcance tomar conta de um animal doméstico, faça isso com carinho. Se você pode ajudar a preservar uma área ou apoiar causas de defesa dos animais, faça também. O mais importante de tudo é a intenção e a vontade de “fazer o bem, sem olhar a quem”. 6. Vote consciente, acompanhe e cobre ações dos candidatos Essa é uma das dicas mais importantes. A democracia permite que a população eleja seus representantes. Aproveite esta oportunidade para escolher candidatos que tenham valores respeitáveis e projetos que sejam usados realmente em benefícios da sociedade. Após as eleições, acompanhe o que está sendo feito e cobre se for necessário. Isso vale para todos os cargos políticos. 7. Economize água e energia Atente ao consumo desses bens na sua casa. Sempre existe um cuidado extra que pode ser feito para evitar o desperdício. Algumas sugestões são: apague sempre as luzes de ambientes vazios, diminua o tempo no banho, escolha eletrodomésticos e lâmpadas eficientes, evite o uso de ar-condicionado, lave e passe toda a roupa de uma só vez. 8. Cuide do local onde você mora Existe uma praça no seu bairro? Ajude a preservá-la. Participe dos grupos comunitários da sua região para entender como é possível melhorá-la e como você pode fazer parte destas mudanças. Além de tornar o bairro mais agradável de se viver e permitir novas amizades, isso pode valorizar ainda mais o seu próprio imóvel. 9. Use os meios de transporte de maneira consciente Dê preferência ao transporte coletivo ou alternativos, como a bicicleta. Se isso não for possível, opte pela carona. Veja se entre seus vizinhos existe alguém que trabalhe perto do você ou em algum local no meio de seu trajeto. Essas sugestões ajudam a reduzir as emissões de gases de efeito estufa em consequência do transporte e ainda diminuem os gastos no fim do mês. 10. Passe adiante Se você já tem feito todas essas coisas, passe as ideias adiante. Ensine as novas gerações a terem esses mesmos valores e acima de tudo: dê o exemplo. “Seja a mudança que você quer ver no mundo”, como já dizia Mahatma Gandhi. Por Thaís Teisen – Redação CicloVivo - http://ciclovivo.com.br/noticia/

domingo, 8 de março de 2015

Plantio mudas 157 e 158

Final de tarde, domingo dia 08/03/2015 EDUARDO SCHADRACK (Engenheiro) Patricia Theis Schadrack(Analista de Sistemas) mãos à terra, plantam as mudas 157 (ipê amarelo 17:55 horas) e 158 (ipê roxo 18:05 horas) homenagem ao Dia Internacional das Mulheres -

quarta-feira, 4 de março de 2015

Manual tecnico.

Manual Técnico de Arborização Urbana ensina população a plantar árvores Marina Maciel - Planeta Sustentável - 26/01/2015 http://planetasustentavel.abril.com.br Na última quarta-feira (22), a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo lançou a terceira edição do Manual Técnico de Arborização Urbana, em evento realizado no Centro Cultural de São Paulo. Além de reunir normas técnicas, a publicação traz um resumo da legislação vigente referente à vegetação na cidade e busca sensibilizar a população para a importância das árvores na cidade e do planejamento da arborização urbana. O novo Manual, que substitui o que foi lançado em 2005, também ensina a plantar árvores e orienta os cidadãos na escolha das espécies a serem plantadas. Quer saber mais? Faça o download gratuito da cartilha. http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/meio_ambiente/MANUAL-ARBORIZACAO_22-01-15_.pdf postado no face book por Heloisa Figueiredo Moura via Planeta Sustentável

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Plantar - Veja

http://ciclovivo.com.br/noticia/indiano-ensina-como-plantar-uma-floresta-no-espaco-ocupado-por-6-carros Indiano ensina como plantar 300 árvores no espaço ocupado por 6 carros 19 de Fevereiro de 2015 A floresta custa menos do que um iPhone. A floresta custa menos do que um iPhone. Como engenheiro industrial, o indiano Shubhendu Sharma sempre pensou em formas de tornar a produção mais eficiente. Por anos a sua especialidade foi desenvolver carros, até o momento em que conheceu o japonês Akira Mitawaki. A partir daí o seu foco foi plantar florestas e ele encontrou um jeito de otimizar isso e ainda espalhar o método para o mundo. Em seu discurso no TED ele mostrou o que o motivou a ser um criador de florestas e quais foram os resultados obtidos. Assim que conheceu o senhor Mitawaki, o indiano logo se interessou pela forma como o japonês ensinava as pessoas a plantarem. Diferente do reflorestamento tradicional, que deixa um grande espaço entre as árvores, a técnica japonesa prevê o plantio de espécies nativas de várias espécies em uma área muito pequena. Após ser apresentado à técnica, Sharma se apaixonou pelo modelo e o replicou. O primeiro local a receber a mini floresta foi a sua própria casa. O indiano usou um espaço livre em seu quintal, começou a plantar e em pouco tempo os resultados já eram muito visíveis. Ele monitorou o processo e explica que, três anos depois, o desenvolvimento tinha sido muito superior aos índices tradicionais. As mini florestas apresentaram crescimento dez vezes mais rápido, 30 vezes mais denso, com cem vezes mais biodiversidade e totalmente orgânico. Em consequência disso, Sharmam explica que a absorção do solo melhorou muito, assim como a qualidade do ar, a quantidade de pássaros na região dobrou e ele consegue até colher frutas em seu próprio quintal. O modelo é tão eficiente que é possível ter uma pequena floresta com 300 árvores no mesmo espaço em que seriam estacionados apenas seis carros. As mudas são dispostas muito próximas umas às outras e a única fonte extra de fertilização é a biomassa, obtida localmente. Os custos desse grande plantio em uma pequena área é inferior ao de um iPhone, ressalta o indiano. Para possibilitar que a ideia seja replicada em outros locais, ele criou uma empresa de consultoria que ajuda e dá instruções para que qualquer pessoa possa plantar sua própria floresta. Além disso, ele disponibiliza as informações on-line e pretende criar um aplicativo e um GPS que permitam o monitoramento dos projetos e as disponibilização das instruções em tempo real para qualquer pessoa do mundo. Veja abaixo as dicas para seguir o exemplo do indiano. Como plantar uma floresta? O primeiro cuidado é com a análise do solo e com a identificação de quais espécies serão usada no plantio, lembrando que é preciso sempre optar por plantas nativas e pela maior diversidade possível. Para o solo o ideal é usar apenas o adubo orgânico ou a biomassa de algum insumo natural para a fertilização. Com isto feito, você já pode começar a trabalhar com as mudas, que devem ter, no máximo, 80 centímetros de altura. O ideal é ter uma floresta bastante densa, por isso, serão plantadas de três a cinco mudas por metro quadrado. O ideal é que a área usada para o plantio tenha, ao menos cem metros quadrados. Em oito meses a plantação já estará tão densa que os raios do sol não conseguirão mais alcançar o chão. A partir daí, a pequena mata é autossustentável. As gotas da chuva permanecem por mais tempo no solo e as folhas que caem são usadas como adubo natural. Mesmo assim, ela ainda precisará ser regada pelos dois primeiros anos, até o seu ecossistema estar totalmente estabelecido. Veja o video. https://www.youtube.com/watch?v=3BgPFIKCaOQ

Beira Rio

Na manhã de hoje, caminhávamos na Beira Rio, com José Geraldo Reis Pfau e Toni Coelho. Nos deparamos com a bela muda de tipa tipuano Alfredo Lindner Jr., sendo engolida por erosáo, águas pluviais, na calçada. Planejamos retornar à tarde, para completar com barro, o nível de barro, que descia ao redor da muda. Ao voltar à tarde,pudemos constatar a erosao enorme, já com queda de paver (pequenos blocos), com risco para caminhantes e ciciistas da Beira Rio. Tive a ajuda do Irmão e Amigo Rafael Assunção que passeava, por coincidência pela Beira Rio, com seu Filho Vinícius. Demarcamos a área, pois a cratera é enorme sob a calçada. Registramos o ocorrido com nossos próprios meios e passamos na Prefeitura para registro e aviso às 16:00 horas. Por volta das 17:00 horas, Sr Alexandre do Depto de Serviços Humanos, nos comunicava por telefone que providenciaria uma placa para o local. Como até as 18:00 horas, não apareceu ninguém. Compramos fitas reflexivas e "emprestamos" um cone de trânsito utilizado, no contrôle do trânsito da Beira Rio durante à semana pela Guarda de Trânsito. A erosão, está localizada há 40 metros da esquina da Beira Rio com a rua Floriano Peixoto. Gostaríamos que a Secretaria de Obras , ao fazer os reparos, preservasse a muda de Tipa tipuano. Árvore frondosa que plantamos há 2 anos, em substituição à muda anterior, que foi arrancada por vândalos. Deixamos lá, além de estacas, 6 sacos de barro adubado. Agradeceríamos. Nosso abraço fraternal a todos. Adilson
Erosão na Beira Rio sob a calçada. "Cores do Ipê" providencia a sinalização na tentativa de salvar a muda da Tipa Tipuano.